quinta-feira, julho 12, 2007

Não tenhais medo!

Este era o tema da Caminhada que fiz de Leiria a Fátima com os Missionários da Consolata.
Foi muito giro e o tema cativou-me (aproveitei para ir a esta caminhada uma vez que não posso ir à nossa caminhada).
Não conhecia ninguém, lá fui eu com a minha guitarra à procura do desconhecido.
Fui logo bem recebida por um missionário leigo.
Juntei-me ao pessoal, a maioria do norte para variar um bocadinho, mas não meti conversa com ninguém (o que não é normal) pois estava cheia de sono e eram 2h30 da manhã!!!
Começou-se a reunir pessoal na estação rodoviária de Leiria, já eramos 50 e tais.
Começamos a caminhar às 4h20 depois de uma oração matinal.
Depois de 3 paragens nas quais parámos para descançar e para ouvir reflexões de 2 missionários, um sobre o medo que temos de nos afirmarmos, das escolhas que fazemos, e outro sobre o medo de fazer silêncio. O último foi sobre o medo do compromisso, que foi um seminarista que falou e ofereceu-nos uma semente de girasol para nós plantarmos.
Os girasóis nascem sempre virados para o sol e nós também devemos de seguir sempre o nosso caminho voltados para o Sol = Deus.
Chegados ao Santuário por volta das 11h30, fizemos uma oração, depois fomos ter à Consolata onde descançamos as pernas.
Às 17h começaram as actividades. Ouvimos o testemunho de um missionário que tinha chegado da Coreia e de uma irmã que nos falou da sua missão na Guiné. Foi altamente :D
Depois do jantar fomos à capelinha rezar o terço, como é obvio foi lindissimo pois unimo-nos aos nossos imãos de outras línguas.

No final do dia fomos ver um filme chamado Câmara de Madeira.
De manhã fizemos uma oração, depois do pequeno almoço, lindíssima, no 1º dia ninguém queria falar mas no dia seguinte já ninguém se calava :D, depois fizemos uma carta ao medo, foi muito engraçada a dinâmica.
Depois do almoço fizemos um "concerto" na rua para nos divertirmos cantando várias músicas, todos com muita alegria foi lindo.
E o mais interessante é que houve um missionário que me disse que os Combonianos são seus irmãos pois tudo o que fazem é semenhante e quase só têm fundadores diferentes.
Gostei muito da caminhada, espero que o Sempr'Abrir corra bem, vemos-nos no dia 28. Um abraço amigo para todos*

1 comentário:

Madalena disse...

Não tenho dúvidas de que com todas as experiências que vamos tendo ao longo da vida, fazemos aprendizagens muito importantes, que nos formam enquanto pessoas. Acabamos, juntanto, pedacinho a pedacinho, por descobrir que tipo de homem queremos ser...

Obrigada por partilhares connosco, mais um bocadinho da tua vida, tão bonita.

Beijos,
Madalena.