terça-feira, novembro 02, 2010

A loja de Deus

Ora aqui vai um texto que me deram numa reunião do meu grupo de jovens.
Como não tenho a folha aqui comigo, tratei de ir a um site (obviamente que calhou um brasileiro) e então vou tentar reescrever o que for necessário.
Talvez alguns de vós já conheçam, mas aqui vai para reflexão.

"A loja de Deus

Certo homem entrou numa loja e estava um anjo ao balcão. Perguntou-lhe:
-Anjo do Senhor, que vendes?
Respondeu-lhe o anjo:
-Todos os dons de Deus.
O homem perguntou-lhe então:
-É muito caro?
Ao que o anjo respondeu:
É tudo de graça!
O homem passou os olhos pela loja, viu jarros com felicidade, vidros com fé, pacotes com esperança, caixas com salvação, potes com sabedoria, etc.
Tomou coragem e pediu ao anjo:
-Por favor, dê-me muito amor, todo o perdão, um pouquinho deste jarro, bastante felicidade e salvação para mim e os meus amigos.
Então o anjo do Senhor preparou-lhe um pequeno embrulho, tão pequeno que cabia na palma da mão.
Estupefacto pelo tamanho do embrulho, perguntou o homem:
-É possível que tudo caiba aí?
E o anjo, sorrindo, disse:
-Meu filho, na loja de Deus não vendemos frutos, só sementes."


Ora aqui está. Faz-me lembrar uma história que a minha professora de moral do secundário me contou (não sei se era uma história ou se o senhor em questão existe mesmo). Cá vai (porque eu sou muito chato e gosto de expor o meu tema de diferentes maneiras :P

"Um homem pedia todos os dias a Deus para mudar o mundo, mas tal não acontecia, e o mundo permanecia igual. Anos mais tarde, já cansado o homem pedia apenas para mudar a sua família, amigos intímos. Mas ainda assim nada acontecia. Então passado ainda mais tempo, o homem compreendeu e ao invés de pedir para que o mundo mudasse, passou a rezar assim "Senhor, muda-me a mim, para que eu possa mudar o mundo.""


Ora bem, isto tudo para dizer que devemos ganhar a consciência da nossa importância neste mundo, a noção de que somos "empregados" de Deus que é através de nós que Ele se pode manifestar ao mundo. Atenção, não quero aqui dizer que Deus é irrelevante porque nós é que fazemos o trabalho. A questão é que só podemos fazer este trabalho, podemos amar, porque temos o Espírito de Deus em nós. Deus acolhe-nos para trabalharmos no seu projecto, para participarmos da sua essência! Deus que é Vida e Amor em plenitude, auto-suficiente em si, ao mesmo tempo ama sempre e este amor é a sua comunhão connosco. Criou-nos para Vivermos com Ele! Não nos criou para, à deriva, à parte dele, vivermos com um qualquer destino, mas sim para também nós sermos plenos.

Já me desviei do tema inicial..
E não consigo dizer mais nada senão "Deus é grande!"

2 comentários:

Anónimo disse...

Gostei das histórias. São muito boas. Mas sempre achei que Deus me tivesse abandonado. A vida nunca me correu bem, os meus pais (especialmente o meu pai) nunca gostaram lá muito de mim... Já rezei imensas vezes para conseguir ter um pouco de felicidade mas pelos vistos isso é difícil...

Liliana disse...

Histórias muito boas!!
Mostra que temos que olhar para dentro de nós, para poder olhar os outros! Temos de pedir ajuda de DEus para que o rio da nossa vida continue!

Bjinhos*