quarta-feira, setembro 12, 2007

Não deixemos apagar a chama...


Há precisamente um mês atrás no dia 12 de Agosto terminava em Arganil, mais uma SEM (semana de experiência missionária).
O tempo vai passando e por vezes toda aquela euforia do momento começa a desvanecer-se.
Eu referi durante a SEM várias vezes a passagem do evangelho da transfiguração em que Pedro diz a Jesus: “…Mestre é bom estarmos aqui. Façamos três tendas, uma para ti, outra para Moisés e outra para Elias”...(Lc 9;33).
Pedro estava tão maravilhado com o que vivia naquele momento, que não queria mais sair de lá.
Talvez em alguns momentos isso tenha acontecido connosco, mas tivemos que partir, não era ali a nossa tenda. E ao partir tivemos que saber voltar ao mundo não da mesma forma, mas sim valorizados e enriquecidos com tudo o que vivemos..
Recordando aqueles 10 dias penso em tudo o que se disse, muitos foram os sentimentos que foram descritos e os que mais foram repetidos talvez tenham sido “inesquecível e única”.
Uma coisa única é algo que devemos preservar com o maior cuidado possível pois, por ser única não se pode esquecer nem perder, se isso acontecer não teremos uma segunda oportunidade de a recuperar.
É bom termos isso presente, porque como todos sabemos o mundo em que vivemos é propicio a esquecermos com facilidade o passado, porque o presente e o futuro, são muito aliciantes, tão aliciantes que nos ajuda a esquecer rapidamente o passado mesmo sendo ele bom ou mau.
Como dizia Santa Teresa de Ávila: “…tudo passa, Deus não muda,…quem a Deus tem, nada lhe falta, só Deus basta”.
Sabemos que tudo o que é material passa, mas o que está no nosso coração se for cultivado nunca acabará.
É nesta certeza que Deus está sempre connosco que devemos viver.
Não deixemos que as tentações do mundo apaguem em nós todos os valores e todos os compromissos a que nos propusemos naqueles 10 dias fantásticos.
Tal como dizia o cântico 107, “a vida não vai parar, vai como um rio, tens tudo a dar, não percas tempo, podes saber, que vais chegar, onde Deus te levar”.
Fizemos desta musica um hino para as nossas vidas, deixemos então que o Mestre nos guie, pois ele sabe dar a cada um segundo as suas capacidades, é só sabermos escuta-lo e estarmos dispostos a abraçar a sua cruz.

Se assim for a SEM será sempre ÚNICA e INESQUECIVEL

5 comentários:

Jacinta disse...

A SEM sem duvida é das melhores experiencias que se pode ter, mas acaba por ficar sem efeito se não continuamos com a missao que começamos lá, é necessario estar muito atento e não perder tempo em pôr em prática tudo o que aprendemos lá.
Coragem...

liliana maia disse...

sim...este post um mes depois, faz realmente pensar na missao, que comprometemos a fazer...e que as saudades nao facam a nossa vida parar mas andar ao sabor do vento do Senhor!

liliana maia disse...

sim...este post um mes depois, faz realmente pensar na missao, que comprometemos a fazer...e que as saudades nao facam a nossa vida parar mas andar ao sabor do vento do Senhor!

André Carvalho disse...

Ralmente todos tentamos viver ao maximo e retirar o maximo da SEM devido principalmente ao facto desta ser unica... pois muitas vezes esquecemos de impor esta vontade na coisa mais forte e realmente unica q temos a VIDA...

Abraços e Beijinhos

Maria João disse...

Não vão continuar a vossa missão em Arganil, mas paroveitem o que aprenderam lá para fazerem-no onde se encontram. Há sempre irmãos a precisarem de ser amados e de saberem que Jesus é o "Caminho, a Verdade e a Vida".

Muita força com Cristo.

beijos